Sinteac entrega parte dos dados bancários à UFJF e terceirizados decidem pela continuidade dos trabalhos

(Foto: Twin Alvarenga)

Ao entregar os dados dos funcionários terceirizados, o presidente do Sinteac demonstrou satisfação com o empenho da UFJF (Foto: Twin Alvarenga)

A Administração Superior da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) recebeu, na manhã desta quinta-feira, 15, os dados bancários – agência, conta e CPF – e o valor do salário líquido dos funcionários terceirizados da empresa PH Service. A Alpha já havia enviado anteriormente por e-mail, faltando os dados bancários para efetuar o pagamento.

As informações foram repassadas pelo presidente do Sinteac, Sérgio Félix, sindicato que representa estes trabalhadores, ao pró-reitor de Planejamento e Gestão da UFJF, Alexandre Zanini, faltando apenas que a empresa separe os funcionários por contrato e envie a folha de pagamento para que a Universidade possa viabilizar o pagamento (já que os empenhos orçamentários são feitos por contrato).

Os contratos com a PH – que decretou falência na última segunda-feira, 12,  já foram encerrados para que novas contratações em caráter emergencial possam ser realizadas. Segundo Zanini, a UFJF já levantou possíveis empresas que vão absorver os funcionários terceirizados e, nesta sexta-feira, 16, a Universidade já envia o edital e o termo de referência (que inclui a planilha de custos) para estas empresas, que têm até a próxima segunda-feira, 19, para responder à instituição.

“Estamos trabalhando intensamente para resolver o mais rápido possível estes contratos que, apesar de serem emergenciais, precisam seguir todas as normas legais da Lei 8666/93”, enfatiza.

Ao entregar os dados dos funcionários terceirizados, o presidente do Sinteac demonstrou satisfação com o empenho da UFJF. “A administração superior da Universidade está cumprindo rigorosamente o que foi acordado com o sindicato, nos deixando muito satisfeitos”, afirmou. Ele também destacou ser visível que a UFJF está preocupada não só com o funcionamento das suas unidades acadêmicas, mas com os direitos de seus funcionários terceirizados.

Em encontro na manhã desta quinta-feira entre sindicato, funcionários e o pró-reitor de Planejamento e Gestão, os terceirizados decidiram pela continuidade dos trabalhos.

Atualizada às 19h10 do dia 15/05

Compartilhe: