Curso de Especialização em Audiodescrição abre inscrições

logos_cursoADEstão abertas as inscrições para o Curso de Especialização em Audiodescrição – recurso que permite a narração descritiva de imagens, sons, textos e outras materialidades que não podem ser compreendidos por pessoas com deficiência visual. A pós-graduação lato sensu, organizada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em parceria com a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, é gratuita e oferecida na modalidade semipresencial.

Podem se candidatar a uma das 50 vagas professores e profissionais de diversas áreas do conhecimento, preferencialmente pessoas com graduação nos cursos de Tradução, Letras, Rádio e TV, Comunicação, Cinema, Locução, Dublagem e Artes Cênicas de qualquer parte do país. A seleção se dará por meio de análise de currículo e de carta de intenção. As inscrições foram abertas no dia 22 de novembro e podem ser feitas até o dia 10 de dezembro no site www.gime.ufjf.br/gime/ensino/audiodescricao.

A coordenação do curso está a cargo da Prof.ª Dr.ª Eliana Lúcia Ferreira e da Prof.ª Dr.ª Lívia Maria Villela de Mello Motta. O corpo docente é formado por professores doutores, mestres e especialistas envolvidos com o movimento da implementação da audiodescrição no Brasil e por professores da UFJF e da Universidade Nacional de Educação a Distância da Espanha (Uned). Eliana Lúcia Ferreira explica que “a proposta é formar especialistas em audiodescrição, que possam atuar como audiodescritores roteiristas, narradores e/ou consultores nos mais diversos contextos e ambientes culturais, educacionais, esportivos e corporativos”. Segundo ela, devido às diversas especificidades desta área, será necessário incorporar profissionais de todas as áreas do conhecimento.

A professora Lívia Motta lembra que o recurso amplia o acesso ao entretenimento não somente a pessoas com deficiência visual, mas também com outras limitações. “A audiodescrição é um recurso de acessibilidade que amplia o entendimento das pessoas com deficiência visual em diversos tipos de espetáculos e produtos audiovisuais por meio de informação sonora. É a arte de transformar imagens em palavras, o que abre muitas janelas para o mundo para as pessoas com deficiência visual, promovendo o acesso à informação, à cultura e ao entretenimento. Os benefícios estendem-se também para as pessoas com deficiência intelectual, idosos, pessoas com dislexia, déficit de atenção.”

Outras informações:

Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento e Ensino à Distância (NGIME/UFJF)

(32) 2102-3282

 

Compartilhe: