Observatório e Planetário colocam UFJF em posição de destaque na Astronomia

UFJF irá a sediar o maior Planetário de Minas Gerais e o maior centro didático do país para o ensino da astronomia

Tecnologia avançada, equipamentos de ponta e disseminação do saber sintetizam o projeto do Observatório Astronômico e do Planetário, que serão implantados pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) no espaço próximo à Praça Cívica, no campus. Com isso, a UFJF sediará o maior Planetário de Minas Gerais e o maior centro didático do país para o ensino da Astronomia.

O Planetário e o Observatório formarão um núcleo de diferentes áreas do conhecimento, que serão complementados pela inclusão do Centro de Ciências, que atualmente funciona ao lado do Colégio de Aplicação João XXIII. O investimento, que ultrapassa a cifra de R$ 10 milhões, faz parte do pacote de quase meio bilhão de reais, anunciado no último dia 10, pelo reitor Henrique Duque.

A instalação tem como objetivo principal o fortalecimento do ensino e da pesquisa. No entanto, garantirá também a disseminação de cultura, arte e diversão, favorecendo, ainda, o turismo. O coordenador do Centro de Ciências da UFJF, Eloi Teixeira Cesar, destaca o ganho na divulgação científica. “Na verdade, é nosso papel mostrar para a comunidade os trabalhos feitos na Universidade. Também devemos levar para a população o conhecimento de forma agradável e fácil. Todo mundo tem curiosidade. Vamos gerar um acesso que muitas vezes não existe.”

Responsável pela nítida visibilidade do céu, numa cúpula de 360°, está o ZKP4. O equipamento possui sete mil fibras óticas, sendo que cada uma pode representar isoladamente uma estrela. Este projetor ótico central, acoplado a um software, traz um diferencial: a multidisciplinaridade. Ele não se restringe a produzir imagens dos astros, também disponibiliza espetáculos relacionados a outras ciências, como o funcionamento celular e os animais pré-históricos.

Objetivo principal é o fortalecimento do ensino e da pesquisa, mas vai garantir também a disseminação de cultura, arte, diversão e turismo

A variedade de telescópios, inclusive móveis, amplia as especificidades do que será apresentado ao público. Dos 12 telescópios já adquiridos, um é específico para observação do Sol. Entre outros materiais comprados, destacam-se a câmera com capacidade para fazer fotos dos astros, binóculos, cúpula retrátil com 6,7 metros de diâmetro e outros itens. O investimento soma US$ 370.482,67.

O observatório permitirá diversos tipos de contemplação, indo desde detalhes em altíssima definição, como das crateras da Lua, distante em média 384,4 mil quilômetros da Terra, à visualização de uma nebulosa ou galáxia, como Andrômeda, a 2,9 milhões de anos-luz, aproximadamente 27,55 trilhões de quilômetros.

Os anéis de Saturno, todos os planetas do Sistema Solar e plêiades – aglomerados estrelares -, são outros dos bilhões de corpos celestes que ficarão mais próximos do olhar de quem passar pelo Campus da UFJF.

Segundo o professor do Departamento de Ciências Naturais do Colégio João XXIII, Cláudio Henrique da Silva Teixeira, esse telescópio será o primeiro de grande porte destinado a atendimento do público em geral. “Nosso objetivo será mostrar a diversificação. Podemos elaborar atendimentos específicos de astronomia para o público em geral, para alunos de escolas do ensino fundamental ou médio. E também trazer eventos nacionais e internacionais.”

Parte física

Universidade vai possuir o maior telescópio de ensino universitário do país

 

A Omnislux foi a empresa responsável pela compra dos instrumentos do Observatório e do Planetário da UFJF, ao sair vencedora da concorrência internacional. O coordenador de projetos, Luiz Sampaio, ressalta a quase exclusividade da iniciativa. “Não há mais que 15 locais como este no mundo. É um dos mais modernos. Vai demorar a surgir equipamentos que superem as recentes aquisições. Com isso, a Universidade vai possuir o maior telescópio de ensino universitário do país.”

O próximo passo para a efetivação envolve o início das obras da parte física, uma vez que todos os equipamentos já foram comprados e entregues à UFJF. A área englobará duas cúpulas, que abrigarão também laboratórios, auditórios e experimentos. Assim que os prédios forem concluídos, a Omnislux instala a aparelhagem e realiza o treinamento para uso. De acordo com a Pró-reitoria de Planejamento e Gestão (Proplag), com o término da licitação e assinatura do contrato, o trabalho de edificação terá início em janeiro de 2013.

Outras informações: (32) 2102-5922 (Coordenação do Centro de Ciências)

(32) 2102-3918 (Pró-reitoria de Planejamento e Gestão)

Leia mais

UFJF anuncia maior pacote de investimentos da história; em 2012 foram mais de R$ 530 milhões

Acompanhe a UFJF nas mídias sociais
Facebook | Twitter | Youtube | Instagram (#UFJF)

Compartilhe: