Mamm publica sua primeira obra: “Ismael Nery e Murilo Mendes: reflexos”

murilo_mendes2Em 1921, o poeta juizforano Murilo Mendes foi trabalhar no Rio de Janeiro, onde conheceu o artista plástico Ismael Nery. Assim nascia uma grande amizade. O álbum de arte “Ismael Nery e Murilo Mendes: reflexos” resgata essa história, trazendo ao público uma série de textos que um artista escreveu a respeito do outro. A publicação é resultado de três anos de buscas em bibliotecas públicas e acervos particulares realizadas pelas pesquisadoras Leila Barbosa e Marisa Timponi. O lançamento acontece na próxima terça-feira, dia 15, às 20h, no Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm).

Para compor a obra com artigos, foram convidados estudiosos de Murilo e Ismael. Angela Correa, Bernardo Brandão e Paulo Geyerhahn assinam alguns dos textos. O poeta Murilo Mendes apresenta-se como crítico de arte, pois os quadros de Nery são abordados tanto quanto a personalidade do pintor.

O álbum pretende apresentar toda a referência a Nery encontrada na obra de Murilo – seja em livros de crítica, em periódicos ou poemas – e toda a produção ismaelina a respeito do poeta. Como um porta-voz, Murilo retrata Ismael como um “ente magnético”, na medida em que registra as teorias estéticas, a visão de mundo e a exuberância intelectual do artista.

“Ismael Nery e Murilo Mendes: reflexos” é, ainda, produto de uma outra amizade. A parceria entre as escritoras Leila Barbosa e Marisa Timponi já rendeu os livros “A trama poética de Murilo Mendes”, “Letras da Cidade” e “Christo Redemptor”. O álbum de arte será a primeira obra publicada pelo Museu de Arte Murilo Mendes. O Mamm localiza-se à Rua Benjamin Constant 790.

Outras informações: 2102-3964 (Pró-reitoria de Cultura)

3223-9070 (Mamm)

 

Compartilhe: