UFJF - Universidade Federal de Juiz de Fora

Infraestrutura

Você está em: Curso > Infraestrutura

Laboratórios:

 

Pelo caráter multidisciplinar do PROAC, o programa desfruta de uma ampla estrutura de laboratórios localizados tanto na Faculdade de Engenharia quanto na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – ambas concentradas em uma única plataforma da UFJF, o que facilita o fácil acesso a esses espaços. Esses laboratórios podem ser divididos em dois grandes grupos:

– “Laboratórios de Pesquisa”: espaços que concentram núcleos de pesquisa coordenados pelos professores do PROAC, equipados com recursos digitais e espaços de reunião para que os alunos da pós- graduação possam desenvolver suas atividades em interlocução direta com outros pesquisadores pós- doutores, professores visitantes, mestrandos, bolsistas de iniciação científica entre outros membros dos núcleos.  

– “Laboratório de Ensino e Pesquisa”: Laboratórios temáticos que compartilham as funções de ensino e pesquisa para a graduação e pós-graduação. Esses espaços possuem equipamentos que permitem os mais variados ensaios, testes e simulações que possibilitam o desenvolvimento de estudos experimentais mais aprofundados nas diversas áreas de atuação do mestrado. Esses laboratórios estão vinculados ao programa por meio de seus professores que, ou são seus coordenadores, ou fazem parte da equipe coordenadora. 

 

Laboratórios de Pesquisa:

 

– LEAUD – Laboratório de Estudos das Linguagens e Expressões na Arquitetura, no Urbanismo e no Design Os trabalhos deste grupo de pesquisa são voltados para iniciativas que articulam a pesquisa ao ensino e à extensão. Tem por eixo principal de discussão o tema das linguagens e expressões da arquitetura, urbanismo e design, sobretudo, as questões voltadas para o âmbito da representação gráfica em suportes diversificados. Interessa, portanto, ao grupo, tantos os temas relacionados às técnicas tradicionais de expressão e representação, sejam elas bi ou tridimensionais, bem como a técnicas e tecnologias digitais, dentre as quais ressaltam-se a prototipagem rápida, a fabricação digital, os processos CAD-CAM, o projeto paramétrico e a plataforma BIM.  Acesse aqui o website do LEAUD.

 

– ÁGORA – O grupo de pesquisa “Ágora” tem como objetivo principal analisar a formação, consolidação e transformação dos diversos tipos de espaços urbanos que compõem o ambiente construído das cidades. Esta investigação se ramifica em quatro linhas de pesquisa afins: nos estudos relativos a arquitetura, urbanismo, paisagismo e conservação. As análises sobre arquitetura visam estudar o processo de projeto de arquitetura e urbanismo pela apreciação das diferenças entre as objetivações representadas formalmente e as realidades edificadas. Epistemologicamente trabalha-se com edificações de características funcionais específicas que apresentem elos com as organizações sociais humanas. Sobre projetos urbanos o grupo dedica-se ao estudo de intervenções privadas ou em parcerias públicas-privadas que, embora não relacionadas a um planejamento global, por seu porte, destinação ou visibilidade, exercem efeitos estruturantes sobre o território e sobre aparatos institucionais, técnicos, legais e cognitivos relacionados à sua ordenação. Quanto ao Paisagismo, objetiva-se articular a teoria e a prática de projetos de espaços livres de edificações com as demandas da sociedade. Dois aspectos são de interesse especial nesses projetos, o tratamento das áreas de lazer e a preservação das áreas verdes urbanas. Em termos de conservação avaliam-se as implicações teóricas, metodológicas e práticas, desde o registro e a proteção, passando-se pelas discussões da teoria e da metodologia de projetos de conservação, o estabelecimento de estratégias pertinentes, até as avaliações de resultados práticos alcançados por políticas de conservação adotadas. O “Ágora” pretende a partir desta visão interdisciplinar dar conta da complexidade dos fatores arquitetônicos, urbanísticos, paisagísticos e de conservação que interferem na produção dos espaços urbanos. 

 

– [INTRA] – Grupo de Pesquisa em Arquitetura de Interiores, Design & Decoração Os trabalhos deste grupo de pesquisa são voltados para iniciativas que articulam a pesquisa ao ensino e à extensão. Tem por eixo principal de discussão o tema da arquitetura de interiores, do design de interiores e da decoração, seja no âmbito do projeto ou da reforma do espaço construído. Interessa, portanto, ao grupo, todos os assuntos vinculados aos temas supracitados. 

 

 – NEHab – Núcleo de Estudos em Habitação Os membros do grupo vêm atuando no tema de habitação de interesse social há alguns anos e neste momento resolvem se organizar em torno do NEHab – Núcleo de Estudos em Habitação, objetivando potencializar os esforços para a atuação no Ensino, Pesquisa e Extensão em diversos temas relacionados à habitação: pesquisa e projetos de habitação de interesse social, pesquisa e projetos de urbanização de assentamentos precários, desenvolvimento sustentável e habitação de interesse social, habitação para terceira idade, acessibilidade aplicada à habitação e entorno urbano, design de interiores para Habitação de Interesse Social e pesquisas sobre o indivíduo e a coletividade em Áreas de Interesse Social. Em 2014 desenvolveu o Projeto de Extensão “Escritório-Escola Itinerante do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFJF: avaliação e assessoria técnica em empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida em Juiz de Fora – MG.” Vinculado ao PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA PROEXT 2014 – MEC/SESu.

 

– NEST – NUCLEO DE ERGONOMIA E SUSTENTABILIDADE EM TRANSPORTES O NEST – Núcleo de Ergonomia e Sustentabilidade em Transportes tem por objetivo a pesquisa, a formação e o desenvolvimento em Ergonomia e Sustentabilidade nos modos de Transportes. O NEST iniciou, no ano de 2009, um grande projeto denominado MOBILUS – MOBILidade Urbana Sustentável, onde busca estudar os meios de transporte no ambiente urbano, enfatizando seus impactos no planejamento das cidades de portes pequeno e médio e em seus ambiente construído. Aspectos da Ergonomia, como a usabilidade, a acessibilidade e a mobilidade, no transporte, são enfatizados, assim como a busca de alternativas sustentáveis para o transporte urbano. A manutenção de meios tradicionais, adaptados a um novo conceito de locomoção e mobilidade urbana, gerando emprego e renda, também são alvos a serem atingidos. Acesse aqui o website do NEST.

 

– LAPA – Laboratório de Patrimônios Culturais O Laboratório de Patrimônios Culturais (LAPA) é um grupo de pesquisa e extensão criado em fins de 2008, com o objetivo transdisciplinar de discutir e pesquisar os processos históricos de formação dos patrimônios culturais, bem como das políticas, intervenções e formas de gestão dos mesmos. De cunho interinstitucional, é liderado pelo Prof. Dr. Marcos Olender, do Dep. de História do ICH da UFJF, e pela Prof. Ms. Mônica Olender da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFJF, contando, entre seus membros, com docentes e pesquisadores de diversas instituições (UFJF, UFMG, UNIRIO e UFBA, entre outras) e com discentes, bolsistas ou voluntários, de diversos cursos da Universidade Federal de Juiz de Fora. Em seus seis anos de existência, já organizou importantes eventos que contribuíram para a comunicação de ideias, para a sua discussão e para a formação de diversos profissionais.  Acesse aqui o website do LAPA.

 

 

Laboratórios de Ensino e Pesquisa:

 

– Laboratório ECOS I Estudos de Conforto Ambiental e Sustentabilidade: esse laboratório foi criado em 2010 com o intuito de gerar um suporte didático para a graduação através de atividades práticas e treinamento profissional. Buscando instrumentar o aluno e o profissional de arquitetura nas análises de desempenho térmico, acústico e lumínico das edificações e em pesquisas de iniciação científica. O Laboratório ECOS tem como meta desenvolver parcerias que proporcionem um riqueza interdisciplinar aos trabalhos desenvolvidos. Outro objetivo do ECOS é prestar auxílio teórico e prático ao desenvolvimento das disciplinas de Conforto Ambiental I, II e III, Disciplinas de Projetos de Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo entre outras de relevância equivalente, baseadas em tecnologias e materiais construtivos de forma aos atender alunos, professores e pesquisadores envolvidos na área.  Acesse aqui o website do ECOS I.

 

–  Laboratório Casa Sustentável – LCS: esse laboratório está inserido no Jardim Botânico da cidade de Juiz de Fora, em fase final de implantação pela Universidade Federal de Juiz de Fora e será um espaço de ensino, pesquisa e extensão, voltado para a temática da edificação sustentável. O projeto foi desenvolvido pelo Laboratório de Conforto Ambiental e Sustentabilidade – ECOS do curso de Arquitetura e Urbanismo, em parceria com o Grupo de Estudos em Edificação Sustentável (GEES/CNPQ), com o Programa de Educação Tutorial da Engenharia Elétrica (Pet Eletrica), com o Grupo de Pesquisa Aplicada em Materiais e Construção Sustentável (PARES/CNPQ) e com o Núcleo de Iluminação Moderna, da Faculdade de Engenharia (NIMO), todos da Universidade Federal de Juiz de Fora. Por meio de um processo de concepção integrada entre várias especialidades envolvidas, foram abordados os materiais e sistemas construtivos, iluminação, sistemas hidrossanitários, eficiência energética, automação, monitoramento e simulação na área de conforto ambiental. O principal fator motivador para a idealização do LCS foi o reconhecimento da grandeza dos impactos das construções sobre o meio ambiente e a consciência da necessidade de se agir em larga escala, junto à sociedade no sentido de contribuir para mudanças de comportamento de forma mais abrangente e efetiva. Pretende-se reduzir estes impactos e, ao mesmo tempo, contribuir para um maior conhecimento sobre edificações sustentáveis. Acesse aqui o website do LCS.

 

– Laboratório de Representação e Expressão Digital Esse laboratório conta com o auxílio de dois técnicos administrativos em educação, com formação superior na área de arquitetura e urbanismo e utiliza espaço físico disposto em duas salas, com dimensões de 65,70m² e 61,60m², totalizando 127,30m² nos quais dispõe-se dos seguintes equipamentos: • Computadores (40 unidades) • Display interativo Wacom Cintiq 22HD Pen (11 unidades).

– Laboratório de Prototipagem: Esse laboratório conta com o auxílio de dois técnicos administrativos em educação, com formação superior na área de arquitetura e urbanismo e utiliza espaço físico disposto em duas salas totalizando 70m², divido em dois ambientes.

– Laboratórios de fabricação: Esse laboratório conta com o auxílio de dois técnicos administrativos em educação, com formação em nível técnico (2º grau) e utiliza espaço físico disposto em uma sala totalizando 100 m².

Cabe destacar que esses “Laboratórios de ensino e pesquisa” possibilitaram o desenvolvimento das dissertações experimentais e do desenvolvimento de pedidos de patente de inovação tecnológica registradas junto ao INPI. 

 

Recursos de Informática:

 

O programa possui um Gabinete de Pesquisa exclusivo para seus alunos, climatizado, equipado com 16 estações de trabalho cada uma com um computador com acesso à internet e com programas básicos necessários ao desenvolvimento de suas pesquisas. Além do Gabinete de Pesquisa os pós-graduandos contam com dois laboratórios de informática dos cursos de engenharia de produção e mecânica da UFJF que possuem softwares instalados e computadores de alto desempenho para experimentações com simulação. Tais laboratório contam com 25 computadores cada um. Deve-se ainda considerar, as Salas Virtuais de Reunião (SVR) equipadas com a estrutura necessária para a realização de vídeo conferência. Essas salas encontram-se no CEAD – Centro de Ensino à Distância da UFJF e estão disponíveis (sob agendamento) para o programa. Essas salas são utilizadas para viabilizar bancas e demais participações de professores colaboradores externos à instituição.

 

Biblioteca:

 

O Centro de Difusão do Conhecimento (CDC) da Universidade Federal de Juiz de Fora é responsável pelo gerenciamento das 16 bibliotecas da Instituição (Biblioteca Universitária e 15 bibliotecas setoriais com acervos especializados), dispondo de espaços destinados para estudo com 359 assentos na Biblioteca Universitária e 1440 nas bibliotecas setoriais. O CDC conta com 43 servidores técnico-administrativos e também 37 colaboradores terceirizados, possuindo inclusive alguns membros da equipe treinados na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). As bibliotecas oferecem os seguintes serviços: orientação para consulta ao acervo, empréstimo de obras, treinamento para buscas no Portal de Periódicos Capes e outras bases científicas, curso de gerenciamento de referências bibliográficas (END NOTE), comutação bibliográfica (COMUT), Serviço Cooperativo de Acesso a Documentos (SCAD), Normalização e Elaboração de Ficha Catalográfica, além dos centros de informática onde é disponibilizado o acesso a vários computadores para o público interno e externo à Instituição. Possuem redes de internet sem fio, biblioteca digital online de serviço público e acesso ao Portal Capes de Periódicos.  

Destaca-se que a UFJF possui acesso ao Portal de Periódicos CAPES e desde 2012 adquiriu serviços de bibliotecas digitais como (1) Biblioteca Virtual Pearson que dispõe de E-books da área multidisciplinar; (2) ABNT Coleção (Associação Brasileira de Normas Técnicas) que regulamenta trabalhos e publicações de ordem intelectual e científica em todas as áreas do conhecimento; (3) JSTOR que é considerado um dos melhores acervos de periódicos e monografias do mundo na área multisdisciplinar; (4) Atheneu Livros Eletrônicos com acervos dedicados à área da saúde. Essa biblioteca virtual dispõe de bibliografias atualizadas e supre a limitação de armazenamento físico das bibliotecas, bem como permite o acesso direto e simultâneo aos livros evitando a dificuldade de não encontrar o livro na biblioteca devido ao empréstimo para usuários. O aluno do programa poderá acessar as bibliotecas virtuais com seu número de matrícula através do SIGA Ebooks, podendo fazer download dos conteúdos e imprimir até 50% do conteúdo do livro. 

Em 2014, a UFJF disponibilizou recursos no total de R$ 1,5 milhão para o campus sede, destinados a atualização do acervo bibliográfico. O Centro de Difusão do Conhecimento (CDC) da Instituição possui um repositório de teses e dissertações produzidas internamente, denominado BDTD-UFJF, o qual está integrado a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, cujo objetivo é disponibilizar na rede a produção acadêmica da UFJF. Acervo físico por área de conhecimento é: Ciências da Saúde (Obras: 10.212, Exemplares: 37.557); Ciências Biológicas (Obras: 3.275, Exemplares: 10936); Ciências Humanas (Obras: 55.492, Exemplares: 121.835), Ciências Sociais (Obras: 23.373, Exemplares: 66.901); Ciências Exatas (Obras:8.065, Exemplares: 31.038); Engenharia (Obras: 4.471, Exemplares: 15.035); Letras (Obras: 26.133, Exemplares: 53.924) Biblioteca Virtual Multidisciplinar (1400 títulos); Atheneu: Saúde e Medicina (361 títulos); ABNT: toda a coleção de normas técnicas da ABNT; JStor: Multidisciplinar (500 publicações acadêmicas). Há uma forte política de expansão do acervo do CDC. Além disso, a UFJF incentiva a expansão dos acervos específicos dos programas de pós-graduação por meio de editais internos de aquisição de títulos e por meio da participação de editais externos como o da FAPEMIG para esse fim. 

Por último, destaca-se que o horário de funcionamento tanto da Biblioteca Universitária, conhecida como Biblioteca Central (segunda a sexta-feira – 7h às 22h / sábado – 8h às 12h) quanto das Bibliotecas setoriais (segunda a sexta-feira de 8h às 18h) permite que os usuários acessem aos acervos nos três turnos diários. 

 

Outras Informações:

 

O programa localiza-se na Faculdade de Engenharia que, como dito, compartilha com a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo a mesma plataforma do Campus da UFJF o que facilita o fácil acesso aos espaços de pesquisa e de estudo, inclusive a biblioteca setorial. O programa constitui-se espacialmente por uma sala de aula (com data show) para realização das suas atividades docentes, o gabinete de pesquisas para os pós-graduandos, uma sala de reuniões e uma secretaria / coordenação. O apoio administrativo é feito por uma funcionária do quadro permanente da UFJF e um funcionário terceirizado Para as atividades de maior público o PROAC utiliza o centro de eventos da Faculdade de Engenharia que é composto por 3 auditórios de tamanhos variados equipados com data show e, o maior deles, com cabine de tradução, um saguão e uma copa. No ano de 2017 já foi acertada com a direção da Faculdade de Engenharia a ampliação do PROAC em mais 65,00m² para criação de uma nova sala de aula (a ser compartilhada com novos programas pós- graduação da Faculdade). 

Compartilhe: